A Fada do dente que se preocupa com o bico

Já andei falando aqui que queria que a Marta deixasse o bico, que não queria que o processo viesse junto com o nascimento do TRIbaby Benicio, que estava de olho no momento dela. Vinha observando que anda recentemente encantada com o mundo das fadas e do faz de conta, aproveitei a deixa e para inventar a história. Já havia tentado um recurso meio controverso, mostrando fotos de dentes podres. No início ela  gostava de ver, mas não associava ao uso do bico, por isso, não adiantou muito. Deixei passar um tempinho tive esta ideia: a Fada do Dente anda muito preocupada com os dentes da Marta por causa do bico dai ela prometeu que se ela deixasse o bico, ela traria uma varinha mágica de presente. 

Inventei e me lasquei: fui atrás desta varinha em várias lojas de brinquedos, livrarias e nada. Queria uma com barulho e com estrela na ponta. Ela tinha brincado muito com uma varinha assim na casa de uma amiga e tinha amado. O bico e a mamadeira só apareciam de noite, conforme o combinado, junto com a história do livro, na hora de dormir. Bom, na primeira noite ela tava pronta para dormir, fomos para a cama com o livro embaixo do braço. Primeira história contada nada de dormir. História inventada de cabeça, nada de dormir mas sem pedir o bico. Já estava tarde… digo: vou tomar meu banho, tenta dormir e saio. Ela diz: “não vou dormir, vou ver jornal com o papai na sala!” Quando saio do banho, espio na sala os dois dormindo no sofá e a madame sem bico, ufa.

Primeira noite sem bico

Quando ela amanhece vem sorrindo, feliz e diz: tu viu que eu dormi sem bico? Dei um abraço um beijo e dei os parabéns. Disse que eu e a fada estávamos muito felizes. Na volta da escola, toda a rotina normal, banho, janta e chega o momento da história: tudo transcorreu normalmente sem pedido de bico. Dorme. No meio da madrugada, dor de ouvido, choro, resmungo: “bico e mamá”. Vou na cozinha, faço o mamá, remédio para a dor e volto sem o bico. Ela choraminga, toma o remédio, mama e pede o bico, Ítalo TRIpai estava com ela no quarto e diz para ela ter força que a fada ajuda a não chupar, adormece. Eba!

Amanhece, vem do meu lado e sorrindo, de novo disco: viu que dormi sem bico? Feliz e orgulhosa dou um abraço e uns amasso nela e parabenizo. Este era o dia limite, tinha que providenciar a recompensa. Peregrinei em duas lojas de brinquedos, duas livrarias e fui acabar achando na livraria do colégio novo da Sofia: um livro com uma varinha com sons não era bem como queria, era de uma bruxinha boa, mas foi o que achei, desta noite não passaria. Coloquei embaixo do travesseiro dela e quando chegou da escola avisei: tem surpresa da fada, acho que ela andou por aí. Veio correndo, feliz, mostrar o achado. Dançou pela casa por horas com a tal varinha. Na hora de dormir, lemos um pedaço da história a e a mocinha dormiu sem pedir o bico com a varinha na mão.

Faceira quando achou a varinha

Dias depois segue amanhecendo e sinalizando que dormiu sem bico, talvez tentando se convencer que já não tem mais volta. O melhor é que se mostra reluzente e feliz por ter abandonado este hábito de bebê. Conta para todos que não chupa mais e às vezes me pergunta se estou feliz e eu digo: feliz e orgulhosa! Missão cumprida, a arcada dentária, a diccção e a saúde bucal agradecem!

Anúncios

2 comentários sobre “A Fada do dente que se preocupa com o bico

  1. Queridona!!!! Parabéns! A varinha azul veio num livro da cinderela que comprei no iguatemi naquela livraria do segundo andar, perto da puket! Vou ver se acho e te aviso! 😘

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s